Há adeptos da Madeira entre os invasores da Academia do Sporting

Notícia está a ser avançada pelo JN

16 Mai 2018 / 19:30 H.

Há madeirenses entre os suspeitos de envolvimento na invasão de terça-feira ao campo de treinos do Sporting, em Alcochete, que resultou em agressões a jogadores e membros da equipa técnica, e que chegaram, esta quarta-feira à tarde, ao Tribunal do Barreiro, sob forte aparelho policial.

O Jornal de Notícias avança com essa possibilidade, referindo que os suspeitos estão indiciados dos crimes de associação criminosa, dano qualificado, ofensa à integridade física qualificada e, em pelo menos um caso, tentativa de atropelamento e que serão adeptos de Lisboa e da Madeira.

Os 23 detidos por suspeitas de terem invadido a Academia do Sporting e agredido futebolistas e equipa técnica, já estavam, pelas 18.40 horas, a ser ouvidos no Tribunal do Barreiro, depois de ter chegado o respectivo processo.

No mais recente comunicado do juízo de instrução criminal é referido que já foram ouvidas 38 testemunhas, entre jogadores e membros da equipa técnica.