O exercício físico na gravidez

Se o parto foi normal, a prática do exercício fisico está aconselhada após um mês. No caso de cesariana, de um mês e meio a dois meses após o parto

13 Set 2017 / 11:00 H.

Exercícios físicos são recomendados para todos, em especial, para grande parte das grávidas, trazendo benefícios não apenas para a futura mãe como também para o bebé.

A prática de exercício físico regular gera maior controle no ganho de peso da mãe e tem também um papel importante na parte psicológica, diminuindo a incidência de depressão e stress.

Normalmente as grávidas deverão usar: roupas frescas, devem evitar altas temperaturas e beber muita água para se manterem hidratadas.

As actividades físicas mais recomendadas são as praticadas na água, como hidroginástica e natação, uma vez que diminuem drasticamente as forças gravitacionais, aliviando as dores lombares e o inchaço.

Para prevenir a perda do tónus muscular e melhorar a flexibilidade, os exercícios posturais como Yoga, Pilates e Streching, são muito importantes. Algumas modalidades são contra-indicadas, principalmente para mulheres com problemas cardíacos, partos prematuros, feto com crescimento inadequado.

Com o nascimento do filho, cerca de 5 kg ou mais já ficam para trás, o inchaço do peito, a retenção de líquidos e alguns quilos a mais acumulados podem ser mais facilmente perdidos com o exercício físico. Caminhada, alongamentos e aulas de Pilates ou Yoga podem tornar-se momentos somente da mãe, importantíssimos para o retorno à vida normal.

Se o parto foi normal, a prática do exercício fisico está aconselhada após um mês. No caso de cesariana, de um mês e meio a dois meses após o parto.

Outras Notícias