Quinze milhões de euros continuam disponíveis para financiar projectos ligados ao mar

17 Abr 2019 / 02:17 H.

As comunidades piscatórias de Portugal têm disponíveis ainda cerca de 15 milhões de euros para financiar projetos ligados ao mar, no âmbito do programa Mar 2020, anunciou a entidade gestora destes fundos comunitários.

Em declarações à Lusa, a gestora do Programa Operacional Mar 2020, Teresa Almeida, disse que até agora foram aprovados 122 projetos que vão receber 25 milhões de euros, dos 40 milhões que estão alocados aos Grupos de Ação Local (GAL) Pesca.

A gestora adiantou ainda que os GAL Pesca estão neste momento a lançar a segunda fase das candidaturas para atribuir os restantes 15 milhões de euros.

Teresa Almeida falava na praia da Vagueira, em Vagos, distrito de Aveiro, durante a cerimónia de apresentação dos 16 projetos do Grupo de Ação Costeira da Região de Aveiro, que envolve 32 entidades locais públicas e privadas pertencentes a cinco municípios costeiros (Ovar, Murtosa, Aveiro, Ílhavo e Vagos).

No total, estes projetos representam um investimento de quatro milhões de euros, cofinanciados em quase 2,6 milhões de euros por fundos comunitários e nacionais.

O presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), Ribau Esteves, elogiou o dinamismo deste GAL que conseguiu esgotar a verba que tinha disponível na primeira fase.

“Como somos uma região dinâmica quer pelas propostas das câmaras, quer pelas propostas das empresas privadas e de associações privadas sem fins lucrativos, o objetivo que fixámos foi cumprido, na medida em que toda a ajuda que tínhamos disponível está entregue”, disse Ribau Esteves.

O projeto que contempla o maior investimento será a construção da Marina na Torreira, no concelho da Murtosa, que irá custar quase um milhão de euros.

Segue-se o projeto do Centro Náutico e Piscatório da Praia da Vagueira, orçado em cerca de 803 mil euros, e o projeto de beneficiação e reabilitação do Navio Museu Santo André, em Ílhavo, com um investimento de 584 mil euros.

A maioria dos projetos vai ser concretizada até 2020, mas alguns já estão em desenvolvimento e há três que já foram executados na totalidade.