Morreu Alexandre Soares dos Santos, ex-líder da Jerónimo Martins

16 Ago 2019 / 23:02 H.

Alexandre Soares dos Santos, antigo líder do grupo Jerónimo Martins, morreu esta sexta-feira aos 84 anos.

Alexandre Soares Santos nasceu no Porto a 23 de Setembro de 1934 e reformou-se em 2013. Foi às suas mãos que o grupo Jerónimo Martins, do qual esteve à frente durante 46 anos, se tornou uma multinacional. Hoje, a Jerónimo Martins distribui em Portugal, Polónia e Colômbia.

Liderou também a holding Sociedade Francisco Manuel dos Santos que além de proprietária maioritária (56%) da Jerónimo Martins, é financiadora da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que nasceu em 2009 e venceu, em 2015, o processo de concessão do Oceanário de Lisboa por 30 anos.

Alexandre Soares dos Santos foi condecorado, em Março de 2017, por Marcelo Rebelo de Sousa com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial, que distingue “quem haja prestado, como empresário ou trabalhador, serviços relevantes no fomento ou na valorização de um sector económico”.

Esteve várias vezes na lista dos mais ricos de Portugal e defendeu sempre a iniciativa privada.

Quando ainda liderava o grupo Jerónimo Martins, lançou, em 1980, a cadeia de supermercados Pingo Doce, à data em parceria com a Delhaize. Nos anos 90, o parceiro passou a ser a holandesa Ahold. Hoje, o Pingo Doce tem 425 lojas, emprega 32 mil colaboradores, e tem vendas de 3,83 mil milhões de euros. É também na década de 90 que a Jerónimo Martins investe na Polónia, uma das maiores apostas do grupo.

Outras Notícias