Incêndio na Notre-Dame continua hoje nas capas

O Plano de Estabilidade do Governo, os aumentos da função pública e o caso da contagem do tempo de serviço dos professores também estão em maior na imprensa nacional

16 Abr 2019 / 09:55 H.

As imagens do incêndio da catedral Notre-Dame em Paris estão nas primeiras dos jornais também em Portugal, o que mostra a importância deste monumento com mais de 800 anos que ontem foi parcialmente consumido pelas chamas, depois da queda de um andaime que estava montado na própria estrutura. A incredulidade foi o sentimento dominante, enquanto milhões por todo o mundo viam as chamas consumir parte da estrutura.

O Diário de Notícias escreve “Ardeu parte da humanidade”. O i resume à expressão ‘Minha Nossa Senhora’. O JN vê a notícia pelo lado positivo: “A Dama de Paris resiste”, e chama a atenção para os tesouros preservados, para o telhado e pináculo que ficaram destruídos e para o apelo de Macron às doações para a reconstrução do monumento. O Público deixa que a imagem fale, sob a frase ‘Notre-Dame da Europa’. No correio da Manhã a foto é menor e vem acompanhada do título ‘Chamas devoram catedral de Notre-Dame’. A manchete vai para a função pública e para os aumentos e progressões até 2023. “Função Pública ganha mais 2,4 milhões”, escreve no título o matutino. Centeno promete alívio fiscal e o Governo apresenta plano para cinco ano em Bruxelas.

As alergias fazem machete no JN, com corrida aos medicamentos e agravamento da doença. No ano passado as famílias gastaram 32 milhões de euros em anti-histamínicos, acrescenta. Aqui ainda uma chamada para o Plano de Estabilidade que deixa omissa a receita para pagar saúde e educação.

PSD admite entendimento para devolver nove anos aos professores, faz notícia o Diário de Notícias. No i a informação de que o Turismo dá sinais de desaceleração. No Negócios as estatísticas também do turismo. Mas em grande “Quatro partidos antecipam dois anos de serviço dos professores” e a análise ao Plano de Estabilidade 2019-2013. “PS só supera investimento do PSD em 2020”, escreve. E continua: “Carga fiscal desce, mas ficará em níveis máximos na próxima legislatura”.

Nos desportivos, A renovação de Samaris que terminou num impasse, em grande no jornal A Bola. No Record “Rafa vai renovar”. O Jogo veste-se de azul e Branco, com Pinto da Costa a reagir: “O árbitro da Champions? Espero que ele cumpra as regras.”

Outras Notícias