Coimbra investe 1,2 ME na requalificação de ruas da Alta histórica da cidade

17 Ago 2019 / 05:00 H.

Coimbra vai investir 1,2 milhões de euros na requalificação do Largo da Sé Velha, da Rua do Quebra Costas e das Escadas e do Beco da Carqueja, na Alta histórica da cidade, anunciou hoje a câmara.

A proposta para abertura do concurso público para a reabilitação e valorização daquela zona da cidade, “dividida em três lotes”, num “investimento global previsto superior a 1,2 milhões de euros”, vai ser debatida na próxima reunião do executivo municipal, agendada para segunda-feira, refere a autarquia numa nota hoje divulgada.

A intervenção, “prosseguindo com a requalificação do centro histórico da cidade”, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, pretende “melhorar a mobilidade pedonal na Alta da cidade, nomeadamente através da introdução de passadeiras de conforto”, afirma a câmara, presidida pelo socialista Manuel Machado.

Envolvendo um custo da ordem de 650 mil euros, as obras no Largo da Sé Velha prevêem “também o aumento da funcionalidade do local”, mas mantendo “a genuinidade do espaço, recuperando a ideia de praça e estruturando o espaço público, para dar maior protagonismo ao peão”, sublinha a mesma nota.

O município pretende ainda “optimizar a relação do espaço público com o edificado, corrigindo os elementos e as intervenções dissonantes que foram realizadas ao longo do tempo”.

Já a intervenção na Rua e Largo do Quebra-Costas, com um preço-base de cerca de 430 mil euros, projecta a repavimentação, com “materiais de maior resistência e atrito”, deste trajecto, a maior parte do qual em “escadaria, com degraus altos e de acentuado declive”.

O Quebra-Costas (designação pela qual vulgarmente é conhecido este percurso) integra-se numa das “zonas mais movimentadas da Alta de Coimbra” e é “parte essencial da ligação [pedonal] da Universidade à Baixa, desde o Largo da Sé Velha ao Arco de Almedina, a principal porta da antiga cidade”.

Implicando um investimento de quase 120 mil euros, “a requalificação das Escadas e do Beco da Carqueja também passa pela remodelação das infraestruturas, para além da melhoria das condições de acessibilidade, eliminando barreiras arquitetónicas e repavimentando a via, tornando o percurso e o acesso às habitações mais seguro e confortável”, refere a câmara.

A empreitada prevê ainda a “revisão das infraestruturas, com a passagem da rede eléctrica para subterrânea”, e a instalação de iluminação LED e de rede de gás natural, e a remodelação da rede de abastecimento de água.

A câmara prevê um “investimento global” superior a 3,5 milhões de euros nesta área da cidade, onde já estão concluídas as obras de requalificação de diversas ruas e largos e estão em curso obras de reabilitação de diversas outras artérias.

Em julho deste ano, foi aprovado o concurso público para requalificar as ruas Borges Carneiro, do Norte e de São João, e o Largo José Rodrigues, implicando um “investimento previsto” de mais de 745 mil euros, salienta ainda a câmara.

Outras Notícias