Um morto e quatro desaparecidos após fortes chuvas na Catalunha

23 Out 2019 / 11:47 H.

Uma pessoa morreu e quatro estão desaparecidas devido às fortes chuvas que caem na Catalunha nas últimas horas, disse hoje o conselheiro do Interior do governo regional da Catalunha, Miquel Buch.

Em declarações aos meios de comunicação, Buch lamentou a morte de uma pessoa no município de Arenys de Munt, em Barcelona, e declarou que estão em marcha dispositivos de busca para duas pessoas desaparecidas no município de Vilared e outros dois em L’Espluga de Francolí, ambas as localidades na província de Tarragona.

A pessoa morta foi encontrada na praia de Caldes d’Estrac, próximo a Arenys de Mar.

As autoridades confirmaram, entretanto, tratar-se de um homem de 75 anos que tinha desaparecido durante a madrugada em Arenys de Munt (Barcelona), arrastado pelas águas de um rio.

Tanto Miquel Buch como o presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, devem deslocar-se aos locais mais afetados pelas intensas chuvas das últimas horas.

As intensas chuvas que afetaram a Catalunha nas últimas horas diminuirão ao longo da manhã de hoje, tanto em intensidade quanto em extensão, depois de ter caído quase 300 litros de água por metro quadrado em poucas horas em alguns pontos da província de Tarragona e mais de 200 na província de Girona.

De acordo com as previsões do Serviço Meteorológico da Catalunha (SMC), na tarde de hoje haverá apenas chuvas dispersas, nomeadamente nas regiões do interior.

Durante o dia de hoje, o mar apresentará más condições para a navegação em toda a costa, mas especialmente na Costa Brava, onde ondas de até oito metros de altura foram registadas em alto mar.

As autoridades estimam que o caudal dos rios ainda permaneça com grande volume de água após estas intensas chuvas.

A Protecção Civil mantém o alerta de perigo e recomenda que as pessoas não se aproximem dos rios nesta região.