Príncipe Harry já está no Canadá para uma vida “mais independente”

21 Jan 2020 / 15:21 H.

O príncipe Harry chegou ao Canadá para se juntar à sua mulher, a norte-americana Meghan Markle, e ao seu filho Archie, com os quais irá começar naquele país uma vida “mais independente” da monarquia britânica.

O príncipe britânico, de 35 anos, desembarcou em Vancouver às 20:00 locais de segunda-feira (03:00 de hoje em Lisboa), com vestuário casual, de gorro na cabeça e uma mochila ao ombro, segundo imagens publicadas pelo jornal britânico Daily Mail.

A estação de televisão britânica privada Sky News mostrou o príncipe a correr para um carro de cor cinzenta que o esperava na pista do aeroporto e, posteriormente, saiu sob escolta policial.

Os duques de Sussex anunciaram, há cerca de duas semanas, que pretendiam deixar de ser “membros sénior”, com deveres reais, da família real britânica.

A partida de Harry do Reino Unido para o Canadá marca o primeiro passo na “vida mais independente” dos duques de Sussex, uma opção do casal que a Rainha Isabel II disse “apoiar”.

A Rainha britânica anunciou no sábado que chegou a um acordo com o seu neto Harry, sexto na ordem de sucessão da coroa britânica, e com a ex-atriz norte-americana.

A rutura com os deveres reais dos duques de Sussex será formalizada na primavera, quando deixarão de ser “membros sénior ativos” da família real britânica.

O casal deixará de usar o título de ‘alteza real’ e também de representar oficialmente a monarca britânica, de 93 anos.

O príncipe terá ainda que abandonar as suas funções militares, às quais estava muito ligado.

Falando publicamente pela primeira vez sobre a crise que provocou na monarquia britânica, Harry admitiu domingo à noite sentir uma “grande tristeza”.

“Esperávamos continuar a servir a Rainha, a Commonwealth e as minhas funções militares, mas sem financiamento público. Infelizmente, isso não foi possível “, disse num jantar beneficente em Londres.

O casal renunciou ao seu subsídio real e terá que reembolsar certas despesas públicas das quais beneficiaram, em particular os 2,4 milhões de libras esterlinas (2,8 milhões de euros) empregadas na renovação da sua residência -- Frogmore House - no Reino Unido.

Entretanto, durante um ano, o casal vai receber uma “mesada” do príncipe Carlos, pai de Harry.