Incêndio na Gran Canaria fora de controlo e mais de 5.000 pessoas retiradas das casas

Durante a noite a área ardida quase duplicou de 3.400 para 6.000 hectares

19 Ago 2019 / 08:18 H.

Um incêndio florestal que lavra desde sábado na ilha Gran Canaria, em Espanha, está fora de controlo, avançaram na noite passada as autoridades, detalhando que já queimara 3.400 hectares e obrigou a retirar pelo menos 5.000 pessoas das suas casas. Entretanto, actualização do jornal ‘Canarias 7’ esta manhã dá conta que o fogo já consumiu cerca de 6 mil hectares, quase duplicando a área do último balanço.

Ontem à noite, o presidente do Governo das Ilhas Canárias, Ángel Víctor Torres, disse, numa conferência de imprensa, que o fogo não estava dominado e que a situação se manteria pelo menos até quarta-feira, não obstante a ilha dispor do maior dispositivo de combate às chamas que alguma vez teve.

O centro da localidade de Valleseco, onde vivem cerca de quatro mil pessoas, foi evacuado durane a noite. De acordo com o Centro Coordenador de Segurança e Emergências, a população seria transferida para a localidade de Teror.

Ao todo, já foram evacuados 40 núcleos populacionais devido ao incêndio.

O fogo chegou ao Parque Natural de Tamadaba, onde, segundo os técnicos, o único acesso estava rodeado pelas chamas, impedindo a entrada em segurança de viaturas dos bombeiros.

Além da falta de acessos, as temperaturas elevadas e os ventos fortes estavam a dificultar o combate do incêndio, que mobilizou no domingo mais de 600 bombeiros e 14 aeronaves e levou ao encerramento de 20 estradas.

Contas do ‘Canarias 7’, os meios aéreos procederam a mais de 100 descargas, totalizando cerca de 800.000 litros de água.

Outras Notícias