Chegou a Maputo 1.º grupo de moçambicanos repatriados após violência na África do Sul

12 Set 2019 / 21:10 H.

Um grupo de 128 moçambicanos provenientes da África do Sul chegou hoje ao centro de trânsito do distrito de Moamba, província de Maputo, no sul de Moçambique, um regresso voluntário na sequência de ataques contra estrangeiros.

No grupo incluem-se 22 crianças e 106 adultos, que embarcaram na manhã de hoje em três autocarros e um camião de carga rumo ao centro de trânsito em Moamba, distrito que faz fronteira com a África do Sul, disse à Lusa fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros no local.

O grupo é oriundo de diferentes localidades da África do Sul, entre quais destaca-se Joanesburgo.

O centro de trânsito instalado em Moamba tem capacidade para cerca 200 pessoas e foi montado a poucos metros de uma linha férrea, para facilitar a viagem das pessoas acolhidas para o seu destino final.

As autoridades moçambicanas esperavam mais de 300 pessoas, mas algumas desistiram de regressar ao país de origem.

Segundo dados do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, a violência que eclodiu em 01 de setembro contra estrangeiros na África do Sul afetou cerca de 500 moçambicanos.

Os últimos dados oficiais das autoridades sul-africanas indicam que 12 pessoas morreram vítimas de xenofobia, incluindo um cidadão estrangeiro, cuja nacionalidade não foi divulgada.