MPT acusa Câmara do Funchal de mentir aos moradores da Rua do Engenho Velho

01 Jun 2019 / 10:51 H.

O MPT avusa a Câmara Municipal do Funchal (CMF) de ter prometido aos moradores da Rua do Engenho Velho a reposição das árvores cortadas há cerca de dois anos, e de ainda não ter cumprido a promessa.

“A CMF mandou cortar vinte árvores já adultas nesta rua, o que no entender do MPT, não passa de um grande atentado, que lesa o ambiente e as pessoas que ali vivem”, referiu Riberto Vieira, dirigente do MPT, acusando a autarquia do Funchal de ter esquecido estes moradores que vivem ‘paredes meias’ com uma empresa de inertes, o que “impossibilita a abertura das janelas das residências, sob pena das suas casas ficarem cheias de pó de pedra lesiva para a saúde pública”.

Os estacionamentos ocupados vários dias por viaturas de empresas ou privados são outro dos assuntos que merece o reparo do MPT e dos moradores que pedem “medidas concretas para a solução deste problema”, relembrando que “quer o Ex-Presidente Paulo Cafôfo, quer o Presidente da Junta de Freguesia de São Martinho, prometeram em campanha eleitoral resolver estes problemas”.

Outras Notícias