Grupos madeirenses num encontro que aborda navegação mais limpa e tecnológica

15 Mai 2019 / 19:23 H.

Duarte Rodrigues e Paulo Prada, administradores, respectivamente, dos grupos Sousa e Pestana, bem como Maurício Pereira, do Instituto Profissional de Logística e Transportes (IPTL), foram alguns dos representantes de empresas madeirenses que acompanharam os trabalhos do III Encontro Anual da European International Shipowners Association of Portugal (EISAP), que decorreram hoje em Cascais.

Num evento que juntou cerca de uma centena de armadores (a maioria alemães) e de empresários e representantes de entidades públicas ligadas ao cluster do mar, os temas centrais foram o cumprimento pelos navios das novas exigências internacionais em termos de emissões de gases poluentes e a introdução de novas soluções tecnológicas em vários domínios do sector marítimo.

Na abertura da iniciativa, Pedro Rebelo de Sousa, presidente da assembleia geral da EISAP, desafiou todos os responsáveis do sector a “pensar com ambição” e em trabalhar no sentido da atracção de novos negócios que possam enriquecer ainda mais o cluster do mar em Portugal, tais como os grandes serviços financeiros, bancos especializados no sector e companhias de seguros. Em jeito de comentário, o presidente da direcção EISAP, Robert Lorenz-Meyer, lembrou que com o Brexit, “Londres poderá perder atractividade”, o que abre oportunidades para países como Portugal.