“Grande investimento” da GNR será no sistema de vigilância da costa e mar da Madeira

25 Jun 2019 / 21:41 H.

O “grande investimento” da GNR nos próximos anos na Madeira será na implementação do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo (SIVICC), com a instalação de postos de observação de embarcações ao longo da orla marítima. Quem o assumiu foi o comandante regional, coronel António Monteiro, na cerimónia que, esta tarde, na Praça do Povo, assinalou o 10.º aniversário do Comando Territorial da Madeira da GNR.

O oficial que comanda esta força militar na Região explicou que a implementação do SIVICC “determinará o alargamento da missão da GNR”, com competências específicas de vigilância, patrulhamento e intercepção terrestre ou marítima de embarcações que desenvolvam actividades ilícitas em toda a costa e mar territorial da Região. O primeiro posto de observação deste sistema, instalado num camião, foi apresentado no ano passado, no Caniçal, pelo ministro da Administração Interna, que anunciou planos para instalar outros três postos - um no comando da GNR no Funchal, outro na Calheta e um terceiro no Porto Santo -, sendo estes de carácter fixo.

Na mesma cerimónia na Praça do Povo, o comandante operacional nacional, tenente-general Nuno Silva, referiu que “o investimento em curso inerente à implementação SIVICC Plus é também uma evidência da aposta que a GNR faz para contribuir para a melhoria da qualidade dos meios humanos e materiais nesta região”.

O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, o representante da República e o presidente da Câmara do Funchal foram alguma das entidades que marcaram presença nesta iniciativa.

Tópicos