Governo Regional está a negociar “entendimentos de variadíssima ordem” para trazer mais voos

08 Nov 2019 / 17:48 H.

O secretário regional do Turismo, Eduardo Jesus, afirmou, esta tarde, no encerramento da Conferência Anual do Turismo (CAT), que o Governo Regional está “a construir entendimentos de variadíssima ordem” com as companhias aéreas para garantir “mais e melhores ligações para o exterior” porque essa é a chave para o sucesso do turismo a nível mundial, numa altura em que o paradigma mudou e “hoje centra-se acima de tudo nas acessibilidades”.

Segundo o governante, actualmente “não basta ter pessoas para ter turismo”. “Hoje a Madeira confronta-se com uma circunstância de ter pessoas nos países nórdicos a querer viajar para a Madeira e e não terem aviões para cá chegar. Hoje assistimos à maior companhia aérea do mundo que não cresce mais porque não tem aviões. Os aviões estão todos em terra a ser reparados pela Boeing. Hoje nós assistimos a operadores que vão à falência e que no dia seguinte os donos desses mesmos aviões (as locadoras, que promovem os contactos de leasing) os colocam no dia imediatamente a seguir na Ásia, que é onde há maior procura de aparelhos”, descreveu Eduardo Jesus.

O mesmo membro do executivo regional admitiu que “vivemos uma fase de abrandamento, de alteração da tendência, registamos perdas nos mercados importantes e confrontamo-nos com uma maior capacidade instalada no sector e tudo isto constitui um desafio”. “Sabemos que os mercados só são emissores se servidos pela mesma acessibilidade que nos pode relançar na conquista da procura que nos faz falta e no relançamento deste sector”, completou.

Outras Notícias