Funchal continua a assinalar Dia Mundial do Turismo esta sexta-feira

27 Set 2018 / 13:39 H.

A Câmara Municipal do Funchal assinala, a partir de hoje, o Dia Mundial do Turismo com cerca de uma dezena de actividades nos espaços culturais do Município. O principal evento do programa decorre hoje pelas 18h, no Teatro Municipal Baltazar Dias, com uma Mesa Redonda subordinada ao tema ‘Que Turismo Queremos?’, que vai reunir hoteleiros, investigadores e representantes do sector no concelho.

O programa da Autarquia para assinalar este marco anual prossegue, contudo, esta sexta-feira. Pelas 16 horas, o Museu Henrique e Francisco Franco vai acolher uma iniciativa conjunta com o Instituto Superior de Administração e Línguas – ISAL, também integrada na programação oficial das Jornadas Europeias do Património.

Esta iniciativa consiste numa visita guiada ao Museu Henrique e Francisco Franco, sendo seguida de uma tertúlia com a moderação de Élvio Camacho, docente no ISAL. A tertúlia terá como mote os “Desafios do Turismo para a preservação da memória” e contará com oradores oriundos da área do Turismo, que será representada pelos docentes do ISAL Luz Silva, Nelson Abreu e Sancha de Campanella, e igualmente da área da Cultura, que contará com a presença das artistas plásticas Fátima Spínola e Sara Santos, e dos professores Gonçalo Ferreira de Gouveia (UMa) e Diogo Goes (ISAL), numa iniciativa que terá acesso livre e será dirigida ao público em geral.

No serão, as comemorações cruzam, por sua vez, com o calendário do “Música nos Museus”, uma iniciativa da Câmara Municipal do Funchal que, ao longo deste ano de 2018, tem realizado concertos tradicionais intimistas nos museus municipais. Esta sexta-feira, o palco será o Museu A Cidade do Açúcar, pelas 19h, com um concerto de Luciano Lombardi (Guitarra), Norberto Cruz (Bandolim) e Francisca Abreu (Bandolim), com entradas livres.

O Teatro Municipal Baltazar Dias vai acolher, por sua vez, pelas 21h, o espectáculo ‘Fado Tango’, com os artistas convidados Vânia Fernandes, Mariana Faria, Luís Sousa e Fábio Ferro, uma co-produção entre a Associação de Bandolins da Madeira e a Câmara Municipal do Funchal, a partir de uma ideia original de António Macedo, que se inspirou nas raízes musicais de Portugal e Argentina, e naquilo que estas duas culturas têm de semelhante, para criar uma viagem em torno do universo do fado e do tango.

O programa do Dia Mundial do Turismo termina noite dentro, com uma visita nocturna ao Museu de História Natural do Funchal, a partir das 21h30, dirigida pela contadora de histórias Sofia Maul. A iniciativa “Histórias às Escuras” decorre, igualmente, no âmbito das comemorações dos 85 anos do Museu e da Noite Europeia dos Investigadores. A entrada é livre, mas sujeita a inscrição prévia na recepção do Museu.