Faleceu D. Maurílio Gouveia

19 Mar 2019 / 15:25 H.

Faleceu o Arcebispo Emérito de Évora, D. Maurílio de Gouveia, divulgou a Diocese do Funchal, que manifesta o seu pesar pelo falecimento do arcebispo, neste dia da festa de São José.
D. Maurílio nasceu a 5 de agosto de 1932, no Funchal e ingressou no Seminário Diocesano do Funchal, vindo a receber a ordenação sacerdotal em 4 de Junho de 1955. Desenvolveu o seu ministério presbiterial na diocese madeirense, desempenhando entre outros cargos, o magistério de professor. Em 26 de Novembro de 1973 foi eleito bispo titular de Fabiona, nomeado pelo Papa Paulo VI, para Bispo Auxiliar do Patriarcado de Lisboa. Foi ordenado bispo na Sé Catedral do Funchal, em 13 de Janeiro de 1974.

Em 22 de Março de 1978 foi nomeado arcebispo titular de Mitilene e vigário-geral do Patriarcado, cargo que desempenhou até 8 de Setembro de 1981, quando foi nomeado por João Paulo II, para a suceder a D. Frei David de Sousa como Arcebispo de Évora. Tomou posse da Arquidiocese, entrando solenemente na Catedral, em 8 de Dezembro de 1981. Desde então tem vindo a desempenhar um importante papel pastoral na arquidiocese alentejana. Em 2007, ao atingir o 75 anos de idade, segundo a lei canónica, solicitou ao Papa a sua resignação por limite de idade. Em 8 de Janeiro de 2007 foi anunciado o nome do seu sucessor, ficando no cargo de Administrador Apostólico até à tomada de posse do novo Arcebispo.
D. Maurílio residia actualmente em Gaula, Santa Cruz.
Nos anos 2000, foi um dos membros do júri do ‘Prémio Zarco’, uma iniciativa do BANIF e do Diário de Notícias da Madeira, que distinguiu diversos madeirenses por trabalhos desenvolvidos nas áreas artística, literária e científica.

Tópicos

Outras Notícias