Congresso Regional do PS/M a 23 e 24 de Maio

Mário Pereira é um “pastor” com dois terços do “rebanho contra a nomeação”

08 Fev 2020 / 13:05 H.

O Congresso do Partido Socialista da Madeira decorrerá nos dias 23 e 24 de Maio, no Funchal. A eleição directa do presidente do Partido Socialista, da presidente das Mulheres Socialistas e dos delegados ao congresso acontecerá antes, a 9 de Maio. Estas foram as conclusões saídas da reunião da Comissão Regional do PS/M que decorreu esta manhã.

A saúde e a mobilidade, temas de “imensa preocupação para a Madeira e o Porto Santo”, estiveram em análise. Bernardo Trindade disse que a actual situação no SESARAM, em que 2/3 dos directores de serviço estão contra a nomeação de Mário Pereira para a Direcção Clínica, deve merecer reflexão profunda do Governo Regional.

“Podemos fazer uma analogia que é, no fundo, um pastor ser nomeado e dois terços do seu rebanho estar contra a nomeação. Mais importante que a política são os madeirenses e os porto-santenses que anseiam por uma saúde cada vez melhor, mais próxima e tendente a resolver os seus problemas”.

Sobre a mobilidade, o socialista destacou a aprovação de 100 milhões de euros para a mobilidade, quando no tempo do governo de Passos Coelho e Paulo Portas eram apenas 15 milhões, mas mostrou-se preocupado com a questão da regulamentação. “Não basta aprovar à pressa uma proposta, para que entre em vigor já com o Orçamento de 2020. A regulamentação não é responsabilidade de Lisboa. A regulamentação é uma responsabilidade também nossa, dos madeirenses”.

Companhias a abandonar a Madeira, companhias a permanecer com situações mais difíceis e as implicações para o turismo. Tudo isto tem de ser pensado. Bernardo Trindade disse que os governos regional e da república devem se sentar e “discutir efectivamente os impactos da regulamentação”.