35 jovens de todo o país na Madeira até sábado em formação da Comissão Europeia para a Juventude

26 Jun 2019 / 11:04 H.

“Sentimos sempre a necessidade estar ligados a outras culturas e ao mundo, porque entendemos que os nossos jovens devem ter as mesmas oportunidades que qualquer outro jovem de qualquer contexto ou ponto nacional ou europeu”.

Palavras do secretário regional de Educação, Jorge Carvalho, na sessão de abertura da formação do novo programa da Comissão Europeia para a Juventude (Corpo Europeu de Solidariedade), que teve início hoje (dia 26 de Junho) e prolonga-se até ao próximo sábado (dia 29 de Junho). Formação esta que conta com 35 participantes de todo o país.

Na sua intervenção, Jorge Carvalho realçou a importância das “políticas de juventude na Região”, que a seu ver permitem esbater a “desvantagem” mobilidade o que resulta numa alta taxa de participação em programas europeus, do qual o principal exemplo é o programa ERASMUS.

“Na Região temos sempre procurado desenvolver um conjunto de programas que possam realmente habilitar os nossos jovens com competências que lhes permitam, acima de tudo, ser cidadãos europeus”, vincou o governante.

“Somos uma Região pequena, mas procuramos desde cedo marcar presença nesse espaço fantástico que é o espaço comunitário”, acrescentou, aproveitando ainda para agradecer a disponibilidade da agência nacional em realizar esta formação na Madeira, bem como aos formadores e participantes.

Outras Notícias