O OE-2020 é deficitário

15 Jan 2020 / 02:00 H.

    Dos últimos cinco Orçamentos do Estado, este é o melhor, disse o primeiro-ministro. Não, não é!

    Continua a tratar mal a Cultura,

    tornando-a um parente pobre!

    Os trabalhadores do Estado são

    maltratados com esmolas de ‘aumento’ e os reformados e pensionistas idem aspas. É incompreensível que o BE,

    o PCP e o PEV se tenham abstido, proporcionando a sua aprovação, depois de tecerem exacerbadas críticas ao documento... «Faltam as discussões na especialidade», justificam aqueles partidos

    pela contraditória posição política assumida.

    Alguém acredita, que daqui para a frente, o OE vá melhorar substancialmente? Talvez os

    politicamente ingénuos ou incautos. Inscrever no orçamento umas migalhas para pensionistas

    e reformados, sabendo que dois terços deste segmento da população, pelo pouco que recebem, vivem no limiar da pobreza - é inqualificável!

    Estes só dão despesa, já não interessam para «nada»!

    Quem assim destrata os velhos não merece confiança política.

    Vítor Colaço Santos