Joacine Katar Moreira

13 Out 2019 / 02:00 H.

    Tenho um familiar muito chegado que era bastante tartamudo (gago) em criança. Seu pai era-o e muito! Quando se irritava, comia as palavras, projectava ‘gafanhotos’ (saliva) e demorava muito tempo para principiar ou acabar uma mera palavra! Por vezes vi-o nesse estado de quase «apoplexia» e já sentia compaixão.

    Aquele meu primo fez terapia da fala. Gritou na praia com dois seixos um em cada lado da boca (como Demóstenes, brilhante orador sobre política e Cultura da Grécia Antiga durante o século IV a.C.). Foi cantor e por consequência fez musicoterapia. Agora, diz: «A gaguez não existe, é um estado de espírito!». Notável.

    O Livre com Joacine, com dificuldade expressão, eleita deputada para a Assembleia da República, através duma entrevista concedida ao jornal i é um exemplo de coragem, abnegação, perseverança, determinação, luta,... Houve um deputado do Bloco de Esquerda em cadeira de rodas que foi brilhante e, agora com mais uma afrodescendente também daquele partido, dizem-nos que as negras empregadas de limpeza e os Operários negros estão melhor representados no Parlamento.

    Vítor Colaço Santos

    Outras Notícias