Paulo Fidalgo endereça os parabéns ao campeão FC Porto

21 Mai 2019 / 20:42 H.

Na sequência da do jogo entre Madeira SAD e o FC Porto, de atraso da oitava jornada do Grupo A da fase final da Liga portuguesa de andebol, que ditou o título de campeão nacional para o FC Porto, o treinador da formação madeirense, Paulo Fidalgo, fez questão de endereçar os parabéns aos portistas: “Antes de mais, e porque é um dia especial para o FC Porto, quero dar-lhes os parabéns pelo título. Na minha opinião, foi a equipa mais regular ao longo da época e foi progredindo com o tempo, portanto, estão de parabéns. Eu conheço a maioria destes atletas e sei que têm uma grande devoção pelo treino. Acho que este título lhes encaixa muito bem.”

O técnico explicou também as incidências do jogo e abordou a restante temporada: “Era importante darmos minutos de jogo a outros atletas, como o João Miranda, o Francisco Pereira, o Bruno Landim e o Valter Soares, que jogaram praticamente o jogo todo.Eu gostei do jogo do Madeira SAD. Foi um jogo interessante, porque não é fácil estancar o jogo do FC Porto e, a meio da segunda parte, estávamos a perder por cinco golos. É muito difícil parar o FC Porto. Estamos a falar de uma equipa que ficou no terceiro lugar na Taça EHF. Estou agradado com o que produzimos hoje. O Madeira SAD praticamente não conseguiu jogar a 100% em nenhum jogo do Grupo A porque fomos jogando de dois em dois ou de três em três dias. A realidade é que decidimos apostar na competição europeia [Taça Challenge] e, agora, estamos à porta da Taça de Portugal, por isso, teremos de fazer uma gestão criteriosa para preparar da melhor forma possível a meia-final [com o Águas Santas].”

Por sua vez, Magnus Andersson (treinador do FC Porto), após a conquista do título referiu: “Estou muito feliz pelo clube. Fizemos uma época fantástica. Foi a primeira vez, comigo, que fomos campeões. Estivemos bem na Europa [terceiro lugar na Taça EHF] e temos também ambições de vencer a Taça de Portugal. É muito bom fazer parte desta equipa. Está a ser uma época muito difícil, com muitos jogos, mas estou muito orgulhoso. Estivemos muito bem e acho que a chave foi quando começámos a jogar nas competições europeias. Tivemos 16 jogos e muitas viagens, mas a equipa cresceu e ganhou confiança e, depois, foi passo a passo. Foi uma surpresa para mim o Sporting ter perdido com o Águas Santas [no fim de semana]. Espero que, no futuro, tenhamos um calendário mais justo para jogar. Dedico o título aos nossos adeptos e à cidade. O FC Porto é um grande clube e é um orgulho enorme fazer parte dele. Os rapazes estiveram fantásticos este ano. Jogámos andebol de grande nível. Continuamos a falhar muitas oportunidades e penáltis.”

Outras Notícias