Liga das Nações: Espanha perde e arrisca qualificação, Seferovic marca pela Suíça

15 Out 2018 / 22:17 H.

A Espanha perdeu hoje em casa com a Inglaterra 3-2, arriscando assim a sua qualificação para a fase final da Liga das Nações de futebol, o que aconteceria se a ‘roja’ obtivesse pelo menos um empate em Sevilha.

Na Islândia, um golo de cabeça do benfiquista Seferovic abriu caminho à vitória da Suíça, por 2-1, também aqui a baralhar as contas do seu grupo, ainda liderado pela Bélgica, com os mesmos pontos do que os helvéticos, mas menos um jogo.

Para o grupo 4, no estádio Benito Villamarín, a Espanha perdeu pela primeira vez em casa em seis anos. Contra a Inglaterra, muito concretamente, não ficava sem pontuar no seu solo há 31 anos.

Um resultado que, decididamente, não estava nas previsões, face à entrada forte dos espanhóis no grupo, com vitória por 2-1 em Inglaterra e goleada de 6-0 à Croácia, vice-campeã do mundo.

Vingaram-se os ingleses, com um marcador que parecia evoluir para a goleada: golos de Sterling, aos 16 e 38 minutos, e de Rashford, aos 29, a levar o jogo para intervalo com 3-0.

Na segunda parte, a Espanha tentou sem sucesso a ‘remontada’, mas o melhor que conseguiu foi reduzir, com os golos de Paco Alcácer, decorria o minuto 58, e de Sérgio Ramos, mesmo na última jogada, aos 90+7.

A Espanha, com seis pontos, contra quatro da Inglaterra e um da Croácia, arrisca mesmo a sua qualificação. Será primeira se ganhar na Croácia. Se empatar ou perder, fica vulnerável ao jogo final, entre croatas e ingleses.

No grupo 2, a Bélgica ainda ‘manda’, com seis pontos, e tem tudo a seu favor, já que o seu próximo compromisso é em casa, contra a Islãndia.

Mas também os ‘diabos vermelhos’ viram a Suíça aproximar-se, depois da equipa de Seferovic ganhar por 2-1 em Reiquejavique.

A Bélgica lidera com seis pontos, tantos quantos tem a Suíça (mais um jogo). A Islândia, com três derrotas e sem pontos, já sabe que desce à Liga B.

Seferovic abriu a contagem, aos 52, e Lang ampliou, aos 67. A partir daí, a reação islandesa foi fulgurante, com ocasiões para golo suficientes para virar o resultado, mas só por uma vez festejaram o golo, aos 81 minutos, com o tento de Finnbogason.

Na Liga B, segunda divisão da competição, Dzeko ‘bisou’ na vitória da Bósnia-Herzegovina sobre a Irlanda do Norte, por 2-0, deixando a sua seleção muito bem embalada para a subida de divisão.

A Áustria, que recebe os bósnios em 15 de novembro, ainda pode ‘baralhar’ as coisas neste grupo 3, enquanto que a Irlanda do Norte parece destinada a cair de divisão.

Dupla jornada no grupo 2 da Liga C - A Finlândia ganhou 2-0 à Grécia e a Hungria empatou 3-3 na Estónia.

Com 12 pontos, a Finlândia está quase apurada. Seguem-se a Grécia, com seis pontos e ainda ‘hipóteses matemáticas’, a Hungria, com quatro, e a Estónia, com um.

Jornada dupla também no grupo 2 da Liga D, o escalão mais baixo, a deixar o Luxemburgo como surpreendente líder, após ultrapassar a Bielorrússia.

O Luxemburgo ganhou 3-0 a São Marino e a Bielorrússia ‘marcou passo’ com o ‘nulo’ com a Moldova. A duas jornadas do fim, comanda o Luxemburgo (9), à frente da Bielorrússia (8), Moldova (5) e São Marino (0).

Poderá ser decisivo o Luxemburgo-Bielorrússia do próximo mês - em caso de vitória dos anfitriões, fica resolvida a subida.

Outras Notícias