Nuno Henrique na estreia do Drawing Room Lisboa

Evento decorre de hoje a domingo em Lisboa com 50 artista de 19 galerias de sete países

Lisboa /
10 Out 2018 / 09:00 H.

Nuno Henrique é um dos desenhadores que participam na primeira edição do Drawing Room Lisboa, que reunirá 50 artistas e 19 galerias de Portugal, Espanha, Grécia, França, Alemanha, Brasil e Colômbia. O evento decorrerá entre hoje e domingo, na Sociedade Nacional de Belas Artes (SNBA), em Lisboa.

De acordo com a organização, além do madeirense, entre os artistas presentes destacam-se nomes como Ana Jotta, João Felino, José Loureiro, Luísa Cunha, Manuel San Payo, Maria José Cavaco, Martinho Costa, Miguel Palma, Pedro A.H. Paixão, Pedro Cabrita Reis, Rui Moreira, Susana Gaudêncio e Vera Mota.

Está ainda previsto um programa paralelo, que irá incluir uma exposição, conversas, prémios, apresentação de livros e visitas guiadas.

Em foco vai estar o colecionismo do desenho contemporâneo, nomeadamente através da exposição “The Dangerous Plurality, Desenhos da Coleção de Arte Contemporânea da Fundação PT”, e um espaço editorial que apresenta um conjunto abrangente de livros de artista, edições em múltiplos e catálogos, apresentadas pelas editoras e livrarias especializadas - Gabinete, Meel Press, Mike goes west, Sistema Solar/Documenta e STET -- livros & fotografias -, e coordenado por Filipa Valladares.

Enquadrado na programação paralela desta primeira edição do Drawing Room Lisboa (Salão de Desenho), com o apoio do Museu Nacional de Arte Contemporânea -- Museu do Chiado, terá ainda lugar a conversa “Em torno do desenho”, que incidirá sobre a atividade curatorial sobre a disciplina do desenho, moderado por Emília Ferreira, diretora do museu, com a participação de Inmaculada Corcho, diretora do Museo ABC de Dibujo e Ilustración, de Madrid, Elsy Lahner, curadora de desenho do Albertina Museum, em Viena, e a historiadora de arte Mónica Álvarez Careaga, comissária, responsável pelo Drawing Room.

Nas manhãs de quinta-feira, sexta-feira e sábado, o Drawing Room Lisboa apresentará igualmente um programa de visitas a instituições portuguesas que têm vindo a desenvolver um trabalho focado na área do desenho entendido enquanto prática transversal às práticas artísticas.

Na quinta-feira, na Fundação Carmona e Costa, haverá uma visita guiada à exposição “A vocação dos ácaros”, de José Loureiro, com curadoria de Antonia Gaeta. Ao final da tarde, nas “Millennium Talks, na Biblioteca da Sociedade Nacional de Belas Artes, o debate será “Desenhar uma coleção. O desenho na coleção privada”, com a moderadora Verónica de Mello, arquiteta e curadora independente.

Na sexta-feira, na Sala Polivalente do Museu Nacional de Arte Contemporânea-Museu do Chiado, será a vez do encontro “Em torno do desenho”, moderado pela diretora do museu, Emília Ferreira.

No sábado, irá decorrer, na Casa da Cerca -- Centro de Arte Contemporânea, em Almada, uma visita guiada às exposições “Uma Pequena História da Linha. Seleção de Desenhos da Coleção do Ar.co”, com curadoria de Filipa Oliveira, e “A Luta Continua! 140 anos de Ilustração Portuguesa”, com curadoria de Jorge Silva.

No domingo, também na Biblioteca da Sociedade Nacional de Belas Artes, terá lugar “O ensino do desenho”, com a moderadora Maria do Mar Fazenda, curadora independente.

Nuno Henrique nasceu no Funchal em 1982, é licenciado em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Foi assistente da Porta 33, bolseiro no Ar.Co. — Centro de Arte e Comunicação Visual, em Lisboa, de uma Bolsa Jovens Criadores do Centro Nacional de Cultura. Já em 2010 conseguiu através de concurso um atelier municipal da cidade de Lisboa, situado no Palácio dos Coruchéus, por quatro anos.

Em 2009 participou na Feira Internacional de Arte Contemporânea de Lisboa — Arte Lisboa 09 tendo sido representado pela Galeria Módulo, a mesma que agora o leva ao Drawing Room.

Na sexta-feira às 16h30 alguns dos seus livros de artistas vão ser apresentados, juntamente com livros de Dayana Lucas e Francisco Tropa.