Perigo de incêndio

20 Jun 2017 / 07:10 H.

Grandes áreas florestais abandonadas, terrenos por limpar, mato à volta de moradias. É este o cenário na Madeira, um ano depois dos incêndios que devastaram o Funchal e num momento em que o país vive uma tragédia sem precedentes, em Pedrógão Grande, onde o número de mortos já subiu para 64. Ontem, dois fogos que lavraram no Porto do Cruz foram provocados por atitudes negligentes.

Em sete anos, a Madeira perdeu muita população, mas foi a Costa Norte a mais afectada.

Num comentário à última sondagem do Diário, PSD e CDS desvalorizam quedas e a esquerda diz-se satisfeita.

Diário que é o mais consultado no Arquivo Regional.

Tudo isto e muito mais na edição impressa de hohe.

Outras Notícias