MPT foi ao Galeão e detectou um conjunto de situações problemáticas

19 Mar 2017 / 16:51 H.

O MPT visitou, ontem, a Galeão, no Funchal, onde constatou a existência de um conjunto de problemas que urge resolver. “O Partido da Terra constatou que nas zonas altas do Galeão as pessoas têm um sonho que é legalizar as suas casas, o que só será possível com a ajuda da Câmara Municipal e do Governo Regional, sem a intervenção e boa vontade destes este sonho nunca será realidade.”

“Já no Bairro do Galeão as pessoas queixam-se do abandono do Bairro por parte dos governantes, dizendo que estes só aparecem em vésperas de eleições para os voltar a enganar”, diz o MPT, num texto assinado pelo presidente Roberto Vieira.

O MPT dá o exemplo concreto de “um apartamento que se incendiou há vários anos, estando ali com as janelas partidas e completamente carbonizado, um apartamento que segundo os moradores poderia servir de teto a uma das centenas de famílias que esperam por uma habitação social, ‘isto é uma vergonha’”.

O MPT manifesta preocupação com o desemprego constatado e com a transformação dos espaços em “lixeiras e matagais e os jardins mais parecem campos de pasto, pois ali existe mais erva do que flores”.

“O Partido da Terra desafia os senhores deputados do PSD e os seus presidentes de Junta a visitarem os Bairros que são da responsabilidade do Governo, pois lá encontrarão muito para denunciarem, porque ainda ontem numa visita ao Bairro da Ribeira Grande em Santo António denunciaram e bem algumas situações menos boas naquele Bairro que pertence à CMF e esquecem que os Bairros da sua responsabilidade estão em situação bem pior, se alguns apresentam-se menos degradados é pela dedicação que alguns moradores têm pelo seu Bairro e vão disfarçando a degradação.”

Tópicos

Outras Notícias