Atenção às pessoas é marca diferenciadora da governação autárquica PS

14 Set 2017 / 11:03 H.

PS-Madeira efectuou, esta quarta-feira, a sua ‘rentrée’ política com um jantar/comício, no Parque Desportivo de Água de Pena. No decorrer da sua intervenção, o presidente do PS-Madeira, Carlos Pereira, mostrou-se convicto de que vencerá as eleições de 2017, graças à “marca diferenciadora” da governação autárquica socialista: a atenção às pessoas e aos programas sociais.

“Os madeirenses já perceberam que a estabilidade que o Partido Socialista tem mostrado, a unidade que mostra e a forma como tem demonstrado ser capaz de defender os interesses dos madeirenses, são factores determinantes para nós podermos fazer aquilo que nos parece evidente que é ganhar as eleições de 2017”, declarou Carlos Pereira.

O líder socialista sublinhou o contributo “absolutamente essencial” dos presidentes de câmara do Partido Socialista que, a seu ver, “têm mostrado uma diferença substancial face ao passado”. Para Carlos Pereira, esta diferença traduz-se: “na forma como encaram as questões financeiras”, na “ausência de clientelismo que demonstram todos os dias na governação” e, sobretudo, “na atenção social que têm perante os munícipes”.

“Nós hoje verificamos que o Partido Socialista introduziu uma marca diferenciadora relativamente à governação autárquica e essa marca é a atenção relativamente às pessoas, é a atenção relativamente aquilo que são os programas sociais (...) Não há marca socialista sem o programa social”, reiterou.

Festa madeirense sem António Costa

A festa da ‘rentrée’ política do PS-Madeira, contou com a presença de milhares de militantes, mas fez-se sem o líder nacional do partido, o Primeiro-Ministro António Costa. A propósito desta ausência, por “manifesta indisponibilidade”, Carlos Pereira disse o seguinte:

“Temos de compreender que eles está a fazer um grande trabalho pelo país e também pela Madeira e, portanto, compreendemos isso. Ficamos tristes naturalmente (...) mas estamos a fazer uma grande festa a favor dos madeirenses e isso, obviamente, que orgulha o António Costa”.

Outras Notícias