Assembleia vai ouvir Jardim, Mota Amaral, Jaime Gama, ex-governantes e deputados da AR sobre custos de insularidade

17 Mai 2018 / 12:33 H.

A Comissão Eventual para a ‘Análise das Implicações materiais do princípio da continuidade territorial’, criada na Assembleia Legislativa da Madeira por iniciativa do PCP reuniu-se esta manhã para aprovar a lista das primeiras personalidades que serão ouvidas. Na sequência da aprovação desta comissão foi pedido, à Universidade da Madeira, um estudo científico sobre os custos de insularidade.

A proposta de audições aprovada, apresentada pelo PSD, procurou reunir as listas de audições apresentadas pelos vários partidos.

Em primeiro lugar, deverão er ouvidos os ex-presidentes dos governos regionais, da Madeira e dos Açores, Alberto João Jardim e Mota Amaral, antigos secretários regionais das Finanças, deputados à Assembleia da República e representantes de vários sectores de actividade. Entre as personalidades que a comissão vai convidar também está o ex-presidente da Assembleia da República, Jaime Gama.

As audições deverão decorrer em simultâneo com a elaboração do estudo científico que a UMa apresentará ao parlamento. O objectivo da comissão é, além da análise política, obter um documento que quantifique os custos de insularidade que afectam a Região.

Outras Notícias