Albuquerque salienta reforço da aposta na Festa da Flor que atinge 87% de ocupação hoteleira

19 Abr 2018 / 21:09 H.

A ocupação hoteleira, nas duas primeiras semanas da Festa da Flor, vai atingir os 87%. A informação foi avançada pela secretária do Turismo, hoje, na visita ao Pavilhão da Flor, na Praça do Povo, no Funchal.

A Festa da Flor arrancou hoje, com a confecção de tapetes de flor, na Placa Central, logo pela manhã. Já na parte da tarde, deu-se a visita oficial das entidades ao Pavilhão da Flor, na Praça do Povo.

Miguel Albuquerque recomendou a todos a visitarem este certame e fez questão de agradecer a todos os coleccionadores que partilharam as suas flores para fazerem parte deste pavilhão.

“O ano passado tivemos 80 mil visitantes e penso que este ano vamos ultrapassar este número. Está magnífico”, assimiu o presidente do Governo Regional.

Miguel Albuquerque diz não ter dúvidas que “acentuámos este ano o espaço temporal para quatro semanas, reforçámos a descentralização - com a Festa da Flor a ocorrer em quase todos os concelhos da Madeira - e pensamos que, neste momento, temos todas as condições para que a festa continue a ser um dos principais, se não o principal cartaz turístico da Região”, disse.

No que diz respeito a uma possível auto-suficiencia na produção de flores, Albuquerque assumiu que a floricultura tem que funcionar em função do mercado. “O produtor de flores vai fazer aquilo que está em consonância com a procura”, explicou o presidente do Governo.

O governante afirmou que, em eventos como a Festa da Flor pode ser necessário importar algumas flores, que não têm tanta procura durante o ano, mas que isso “não é nenhum drama”.

Outras Notícias