Clube Naval do Funchal tem novos órgãos sociais

O novo presidente, António Fontes, prometeu “Ética, Responsabilidade e Inovação”

19 Jun 2018 / 11:50 H.

Estão empossados os novos titulares dos órgãos sociais do Clube Naval do Funchal para o quadriénio 2018-2022. A equipa composta por 19 pessoas, liderada por António Fontes, Presidente de Direcção, foi ontem empossada numa cerimónia que decorreu na sede social deste clube e que contou com a presença do Secretário Regional da Educação, Jorge Carvalho, entre outros convidados, familiares e sócios do clube.

O Presidente da Assembleia Geral, Sérgio Marques, começou por anunciar a sua “satisfação e alegria”, esperando “dar o seu melhor nas reuniões da Assembleia Geral”. Sérgio Marques elogiou o trabalho “extremamente relevante” feito pela equipa que agora cessa funções, liderada durante dois mandatos consecutivos, por Mafalda Freitas, “tendo a certeza que a nova equipa dará continuidade ao trabalho desenvolvido em prol do futuro do Clube Naval do Funchal”.

O Presidente da Assembleia Geral, agradeceu “a confiança que foi depositada nesta solução directiva” sublinhando que, a “melhor maneira para corresponder a essa expectativa é instituir uma “verdadeira cultura de serviço” aos associados do Clube Naval que fazem “verdadeiramente esta instituição” assim como “aos seus funcionários que se dedicam ao Clube Naval e que são relevantíssimos para o seu sucesso”.

Seguiu-se o discurso de António Fontes com a nomeação dos doze primeiros sócios do clube bem como os doze primeiros presidentes do Clube Naval e os seus respectivos mandatos.

António Fontes, 13.º Presidente do CNF, dirigiu a Mafalda Freitas um forte elogio ao “extraordinário trabalho” e destacou “alguns números que falam por si,” nomeadamente: 6169 sócios, 11 modalidades desportivas, 850 atletas, 105 trabalhadores bem como o investimento de cerca de 11 milhões de euros feito neste últimos anos.”

Apresentou os três pilares em que assentam a sua missão nesta que é uma “instituição multifacetada e multidisciplinar”: ética, responsabilidade e inovação são as linhas orientadoras da estratégia a implementar pela nova directiva navalista, com destaque para a “ética na gestão do Clube Naval”, sendo uma “exigência feita a mim próprio e a todos os órgãos sociais que hoje tomaram posse” sublinhou.

António Fontes destacou a responsabilidade em manter equilibradas as contas do clube, em cumprir integralmente os contratos e protocolos celebrados pelo CNF e em exigir respeito e corresponder da mesma forma, a todas as pessoas que trabalham no clube, desde a senhora da limpeza até ao presidente do clube.

Sobre o terceiro pilar, António Fontes destaca a necessidade de “Inovação da gestão do CNF” apostando na revolução digital e nas novas tecnologias.

A cerimónia terminou com as palavras do Secretário Regional da Educação, Jorge Carvalho, que felicitou a recente equipa empossada assim como o trabalho realizado pela equipa cessante. Jorge Carvalho sublinhou “a referência social e desportiva” que é o Clube Naval assim como a responsabilidade que tem “na formação dos nossos jovens não só a nível desportivo como a nível cívico- cultural”.

O Secretário Regional com a pasta da Educação, desejou as “maiores felicidades e sucessos” sublinhado a disponibilidade do Governo Regional em manter o apoio a todas “as iniciativas que entendam ser as melhores para o clube mas também para a sociedade madeirense”, conclui.

Outras Notícias