Ronaldo volta a unir imprensa nacional

Saúde está em destaque nos jornais de hoje

11 Set 2019 / 10:05 H.

O póquer de Ronaldo ontem frente à Lituânia na fase de apuramento para o Europeu de Futebol de 2020, a morte do fotógrafo Robert Frank e a entrega da pasta da Coesão e Reformas à comissária Elisa Ferreira são notícias comuns a vários jornais nacionais nas edições de hoje.

Ronaldo surge em grande no Recorde, que faz contas e soma com os quatro golos frente à Lituânia mais de 700 marcados pelo futebolista madeirense e fica a 16 do recorde mundial de Ali Daei. “Nosso senhor dos golos” diz A Bola, com um adepto ajoelhado à frente de Ronaldo após o jogo em que Portugal venceu 1-5. Contas fez também O Jogo. São 97 golos pela Selecção por parte do capitão. No título escreveu “Póquer de um ás”.

Já as restantes manchetes são diversas, com o Público a pegar na questão do financiamento dos medicamentos inovadores. “ADSE limita pagamento de fármacos para o cancro”, escreve em grande. A ministra da Saúde rejeita a ideia de que há dificuldades no acesso a estes novos medicamentos por questões financeiras, acrescenta o matutino.

“Reforma aos 69? Nenhum partido se atreve. A solução para garantir pensões poderá ser mais impostos?”, questiona o Diário de Notícias. O jornal coloca em imagem grande os 18 anos passados sobre o 11 de Setembro.

O JN revela que há mais de dois mil obesos à espera de uma cirurgia. A lista de inscritos aumentou 61% nos primeiros seis meses do ano. A imagem é para os resistentes moradores do prédio Coutinho.

Fake News e humor metidos no mesmo saco. “O fact-checking está a ir longe de mais?”. Mais uma questão lançada na imprensa de hoje, com o i a colocar aindana capa as novas regras da ADSE para financiamento de medicamentos inovadores.

O Correio da Manhã dá primazia ao julgamento do caso da morte do triatleta Luís Grilo, que seguiu de perto desde o início.

Nos desportivos,

Outras Notícias