Um segundo informador está disposto a testemunhar sobre Trump

06 Out 2019 / 17:26 H.

Um segundo informador está disposto a testemunhar sobre o Presidente norte-americano, Donald Trump, visado num inquérito parlamentar com vista a um processo de destituição, anunciou hoje o advogado do agente da CIA na origem das primeiras informações.

Citado pela televisão ABC, Mark Zaid, que representa o primeiro informador (”whistleblower”), disse que o segundo informador também pertence aos serviços de informações e tem conhecimento direto que confirmam elementos referidos pelo primeiro sobre uma conversa telefónica entre Trump e o Presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski.

Na conversa, Trump terá pedido a Zelenski para incentivar a investigação ao filho de Joe Biden, favorito para vir a ser o candidato democrata às presidenciais de 2020.

O primeiro informador afirmou que Trump “usou o poder do cargo para solicitar interferência de um país estrangeiro” nas eleições de 2020 nos Estados Unidos.

Segundo Zaid, esta segunda pessoa já falou com o inspetor-geral dos serviços de informações, Michael Atkinson.

A ABC vai transmitir uma entrevista com o advogado hoje.

Hunter Biden, o segundo filho do antigo senador Joe Biden, trabalhou para um grupo de gás ucraniano quando o pai era vice-Presidente de Barack Obama.