Três mortos em acidentes de escalada nos Montes Apeninos, Itália

26 Dez 2019 / 16:31 H.

Três pessoas morreram nas últimas horas em acidentes de caminhada e escalada no pico mais alto dos Montes Apeninos, o Gran Sasso, no centro de Itália, anunciou hoje o Corpo de Socorro Alpino.

Duas das vítimas mortais faziam parte de um grupo de três excursionistas que, depois de passarem a noite num refúgio de montanha, retomaram a escalada hoje de manhã e, durante a subida, escorregaram e caíram no vazio, segundo o membro do grupo que sobreviveu.

Na mesma zona, os serviços de socorro encontraram hoje o cadáver de uma mulher que estava desaparecida desde quarta-feira quando, durante uma caminhada, uma placa de gelo resvalou.

A descoberta do cadáver foi possível após uma operação de busca que se prolongou por toda a noite, com equipas de técnicos de resgate no terreno apoiados por um helicóptero da Força Aérea, meios que foram agora destacados para recuperar os corpos dos dois escaladores.

O responsável pelo plano de avalanchas e guia de montanha de Gran Sasso Marco Iovenitti alertou que nesta altura a montanha é muito perigosa, porque nevou pouco e choveu em seguida, criando uma capa de gelo que cobre vastas aéreas, incluindo aquelas em que não há neve.