Sobe para doze número de mortos em terramoto no centro da China

18 Jun 2019 / 11:06 H.

O número de mortos causados por um terramoto com magnitude de 6,0 na escala de Richter, ocorrido na segunda-feira na província de Sichuan, centro da China, subiu para 12, enquanto 134 pessoas estão feridas.

O terramoto ocorreu na segunda-feira às 22:55 (15:55, em Lisboa) no condado de Changning, detalhou a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.

O epicentro foi localizado a uma profundidade de 16 quilómetros.

Mais de 100 mil pessoas foram afectadas, a maioria em Changning, que fica na cidade de Yibin, enquanto mais de 10 mil prédios foram danificados, avançou a mesma fonte.

Um deslizamento de terras causado pelo terremoto bloqueou várias estradas, enquanto uma importante ponte da região também está em risco.

Hoje de manhã, outro movimento sísmico foi sentido na mesma área, desta vez de 5,3 graus.

O Ministério chinês de Gestão de Emergência enviou equipas para as áreas afectadas para coordenar as operações de resgate e assistir os sobreviventes.

Foram ainda enviadas 5.000 tendas, 10.000 camas dobráveis e 20.000 edredões.

Sichuan é uma das províncias da China mais propensas a terramotos.

Em 2008, sofreu um dos piores terramotos das últimas décadas, que fez 90.000 vítimas, entre mortos e desaparecidos.

A região oeste da China é frequentemente abalada por terramotos, devido à fricção das placas tectónicas da Ásia e da Índia, embora, em muitos casos, os terramotos ocorram em áreas de baixa densidade populacional, como o Planalto Tibetano ou os desertos da Ásia Central.

Outras Notícias