Países ACP reúnem-se a partir de hoje no Quénia para debater multilateralismo

09 Dez 2019 / 08:30 H.

Os chefes de Estado e de Governo do Grupo de Estados de África, Caraíbas e Pacífico (ACP) reúnem-se hoje e terça-feira, no Quénia, com o compromisso com o multilateralismo a ser o principal ponto da agenda.

Com o tema “ACP transformados: Comprometidos com o Multilateralismo”, a 9.ª Cimeira dos chefes de Estado dos países ACP segue-se a vários dias de reuniões na capital queniana, Nairobi.

A cimeira irá contar com a presença dos chefes de Estado e de Governo dos 79 Estados-membros dos países ACP, assim como representantes de instituições parceiras - como a Organização das Nações Unidas ou a União Europeia -, entre outros.

Para o certame, espera-se uma posição quanto a um novo acordo de 20 anos de parceria entre os países ACP e a União Europeia, uma análise dos resultados e os impactos do grupo desde 2016 - data da última cimeira, na Papua Nova Guiné -, assim como a adopção das revisões feitas ao Ato Constitutivo do grupo ACP.

Entre os objectivos consta ainda a intenção de “fornecer orientação política sobre como o grupo redefine a sua visão e o papel no avanço do multilateralismo” e “dar liderança e orientação política às estruturas institucionais dos ACP para alcançar os desenvolvimentos sustentáveis através da Agenda 2030”.

Estabelecido em 1975, o grupo dos países ACP é composto por 79 Estados-membros e desenvolve actualmente 40 projectos.

Os fundos orçamentados para o período 2014-2020 dentro do grupo totaliza 3,7 mil milhões de euros.