Juan Pablo foi amputado das duas pernas

Agrava-se a situação clínica de jovem luso-descendente gravemente ferido na Venezuela

10 Set 2019 / 15:06 H.

A situação complicou-se. Juan Pablo dos Santos ficou sem as duas pernas. Uma tinha perdido no local do acidente de automóvel. A outra foi amputada na clínica onde o jovem de 20 anos continua nos cuidados intensivos. O luso-venezuelano corre perigo de vida. Foi lançada uma campanha de recolha de fundos. O objetivo é alcançar os 40 mil dólares (cerca de 36.500 euros) que, no entanto, não chegam para pagar todas as despesas. O luso-descendente ficou gravemente ferido num acidente, domingo, numa autoestrada da capital venezuelana, quando viajava com a namorada e um cunhado que não sofreram ferimentos significativos. Aliás, foi o cunhado que improvisou um garrote na perna e evitou que Juan Pablo se esvaísse em sangue até à chegada das equipas de socorro. Conforme relatos da família, era perseguido por três motorizadas. Na tentava de fuga aos supostos assaltantes acabou por se despistar, tendo a viatura em que seguia ficado com a dianteira totalmente destruída. O jovem órfão de pai, descendente de famílias oriundas de Câmara de Lobos, está internado na Clínica Metropolitana de Caracas com um prognóstico reservado. À TSF-Madeira, a prima de Juan Pablo, Valéria Brito Fernandes deu conta da situação aflitiva vivida pela família depois do acidente que deixou “danos irreversíveis”.

Toda a ajuda é bem-vinda

Juan Pablo dos Santos está internado numa clínica na capital venezuelana, mas precisa de ajuda. Devido à crise que assola o país, os medicamentos e todo o material clínico escasseiam. Foi lançado no Facebook um apelo para angariação de fundos. Já foram recolhidos cerca de 20 mil dólares, por mais de 540 dadores. O jovem ainda em situação crítica precisa de continuar os tratamentos e a família, devido à hiperinflação que atinge a Venezuela, não tem recursos para tal. Valéria Fernandes diz que toda a ajuda é bem-vinda. A resposta até agora tem sido muito positiva, pois, o estudante de Administração de Empresas na Universidade Nueva Esparta é bastante conhecido da comunidade lusa. Integra uma equipa de futebol do Centro Português de Caracas, uma instituição que também lançou um apelo de ajuda aos associados. Foram abertas duas contas, uma no Banco Santander outra no Banesco. Os dados da iniciativa podem ser consultados na conta de Juan Pablo Fernandes no Facebook e aqui.

Outras Notícias