Jovens que aprendem português em França voltam a ser distinguidos

19 Jan 2019 / 06:12 H.

Doze jovens, entre lusodescendentes e franceses que estão a aprender português, vão ser distinguidos este sábado em Paris pelo seus feitos académicos com bolsas de 1.600 euros para cada um.

Esta é a quinta edição consecutiva das bolsas conjuntas da associação Cap Magellan e da seguradora Império, que premeiam anualmente os melhores alunos lusodescendentes e franceses que estudam português no último ano do liceu em França ou no primeiro ano do ensino superior.

Este ano há 12 estudantes distinguidos, muitos vindos dos arredores de Paris, mas também de outras partes de França, como Grenoble ou Lyon.

Alguns dos franceses sem qualquer ligação a Portugal estão a aprender o português por frequentarem um liceu com secção de português, ou, como o jovem Vincent Etomba-Vialette, praticante de capoeira, foram seduzidos pela cultura.

Os jovens premiados são: Maëva Capela, Eva Crespo, Vincent Etomba-Vialette, Mariana Figueiredo, Théo Francez, Maëlys Lagarde, Lucile Le Bas-Carlez, Lauryne Moura, Miguel Angelo Pinheiro, Valentina Reis Pereira, Daniela Ribeiro Claro e Victor Soares.

A cerimónia de atribuição das bolsas vai acontecer no consulado-geral de Portugal em Paris, depois de ter sido adiada em dezembro devido à manifestação dos ‘coletes amarelos’.

Outras Notícias