Governo sírio anuncia abertura de corredor para permitir saída de civis de Idlib

Síria /
22 Ago 2019 / 10:37 H.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros sírio anunciou hoje a abertura de um “corredor humanitário” para que os civis possam sair da província de Idlib, uma área controlada por rebeldes e jihadistas.

Em comunicado, o ministério adiantou que o corredor foi aberto na localidade de Soran, no extremo sul da área controlada pelos rebeldes, que as tropas sírias cercaram no dia anterior.

A área cercada abriga dezenas de milhares de civis, assim como insurgentes e tropas turcas.

A onda de violência no noroeste da Síria já matou mais de 900 civis, incluindo muitas crianças, e forçou mais de 440 mil pessoas a fugir para a fronteira turca, segundo dados das Nações Unidas.

Desde o final de abril, os bombardeamentos intensificaram-se em Idlib e arredores, onde vivem três milhões de pessoas, incluindo muitos deslocados que foram forçados a abandonar outras regiões da Síria, por causa dos combates e reconquistas do regime.

Idlib ainda escapa ao controlo do regime, permanecendo liderado pelos ‘jihadistas’ do grupo Hayat Tahrir al-Sham, o antigo ramo sírio da Al-Qaeda. Outras frações rebeldes e jihadistas também estão presentes na região.

Desencadeado em março de 2011, pela violenta repressão do regime de Bashar al-Assad de manifestações pacíficas, o conflito na Síria ganhou ao longo dos anos uma enorme complexidade, com o envolvimento de países estrangeiros e de grupos ‘jihadistas’, e várias frentes de combate.

Num território bastante fragmentado, o conflito civil na Síria provocou, desde 2011, mais de 370 mil mortos, incluindo mais de 100 mil civis, e milhões de deslocados e refugiados.

Outras Notícias