Desmantelado laboratório de pornografia em Caracas

13 Set 2019 / 10:10 H.

A polícia venezuelana desmantelou um laboratório de pornografia que funcionava num edifício do Museu de Ciências Naturais, em Caracas, capital do país, foi anunciado na quinta-feira.

A operação foi realizada por elementos das divisões Contra Crimes Informáticos e de Especialistas Informáticos do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária) que detiveram três pessoas.

“Através do trabalho de patrulhamento computacional determinou-se que operavam como um falso ‘call center’ [centro de atendimento], onde pelo menos 70 pessoas, incluindo cinco menores de idade, gerenciavam ‘sites’ de pornografia, em que ofereciam material a diferentes preços, gerando uma dessas páginas, em apenas um mês, 18.500 dólares (16.818 euros)”, explicou o diretor do CICPC.

Segundo Duglas Rico, a rede de pornografia era liderada desde a Colômbia, país desde onde tentaram, sem sucesso, bloquear o acesso aos ‘sites’, ação que foi impedida pelos peritos informáticos do CICPC.

Foram detidas na Venezuela três pessoas, entre os 27 e 58 anos, mas as autoridades anunciaram que falta prender um suspeito que se encontra na Colômbia, num processo em que 70 pessoas devem prestar declarações na polícia.

Tópicos