Cancelados voos e saída de comboios de Wuhan para travar propagação do vírus

China /
22 Jan 2020 / 21:01 H.

As autoridades de saúde chinesas estão a cancelar voos e a saída de comboios da cidade de Wuhan, onde teve origem o coronavírus, que já matou pelo menos 17 pessoas.

“Estão a ser cancelados voos e a saída de comboios para que as pessoas não saiam nem entrem em Wuhan sem razões específicas”, indicou a imprensa chinesa citada pela agência de notícias Associated Press.

A France-Press acrescenta que a decisão, que entra em vigor às 10:00 locais de quinta-feira (02:00 em Lisboa), visa “conter eficazmente o ritmo de propagação da epidemia” e proteger vidas, explicou o centro de comando contra o vírus instalado em Wuhan.

O novo vírus que causa pneumonias virais foi detetado na China no final de 2019 e já infetou várias centenas de pessoas e provocou a morte a pelo menos 17.

Trata-se de um novo tipo de coronavírus, que é transmitido entre animais e que passou para os seres humanos, havendo já registos de transmissão pessoa a pessoa, mas ainda em circunstâncias não totalmente fundamentadas.

Os primeiros casos do vírus “2019 -- nCoV” apareceram em meados de dezembro na cidade chinesa de Whuan, quando começaram a chegar aos hospitais pessoas com uma pneumonia viral. Percebeu-se que todas as pessoas trabalhavam ou visitavam com frequência o mercado de marisco e carnes de Huanan, nessa mesma cidade. Ainda se desconhece a origem exata da infeção, mas terão sido animais infetados, que são comercializados vivos, a transmiti-la aos seres humanos.

Os sintomas destes coronavírus são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, incluindo falta de ar.