Bolsonaro teve evolução clínica e deve reassumir a Presidência do Brasil na sexta-feira

Brasil /
12 Set 2019 / 19:23 H.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, teve uma evolução favorável após uma cirurgia a que foi submetido no domingo passado, e deverá reassumir o cargo na sexta-feira, anunciou fonte oficial.

“O Presidente assumirá, a partir de amanhã [sexta-feira], a Presidência da República”, informou hoje o porta-voz da Presidência do Brasil, Otávio Rêgo Barros, durante uma conferência de imprensa no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde Bolsonaro está internado .

O representante do Governo considerou, porém, que “se, a partir da análise médica, for identificado algum inconveniente para desempenhar efetivamente a posição, haverá naturalmente um adiamento do momento em que a Presidência será retomada, mas, por enquanto, não está previsto um adiamento e a mudança será mantida para sexta-feira”.

Rêgo Barros reiterou ainda que se mantém a viagem para Nova Iorque, onde Bolsonaro fará o discurso de abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, que tradicionalmente compete ao Brasil.

O último boletim médico divulgado pelo hospital Vila Nova Star informou que Bolsonaro apresentou “evolução clínica favorável” e tem “recuperação progressiva dos movimentos intestinais”.

O cirurgião-chefe da equipa que acompanha Bolsonaro no hospital, Antônio Luiz Macedo frisou que foram feitas avaliações ao fígado e rins do Presidente brasileiro, que mostraram que os glóbulos brancos estão em número adequado, sem nenhum sinal de infecção ou de complicação.

Bolsonaro submeteu-se a uma cirurgia no último domingo para corrigir uma hérnia causada pelo enfraquecimento muscular após três operações anteriores no abdómen, após ter sido esfaqueado em 6 de setembro do ano passado, quando participava de um comício na cidade de Juiz de Fora.

As duas primeiras operações foram realizadas quando Bolsonaro ainda estava na campanha eleitoral e a terceira, para a retirada de uma bolsa de colostomia, em janeiro, poucos dias depois de assumir a Presidência do Brasil.

O autor do ataque contra Bolsonaro, Adélio Bispo, foi preso no mesmo dia, mas em junho deste ano a justiça absolveu-o por o considerar portador de problemas mentais.

Outras Notícias