Avião de carga desaparece com oito pessoas na RDCongo

11 Out 2019 / 12:08 H.

Um avião de carga que assegurava a logística do deslocamento do Presidente congolês, Felix Tshisekedi, ao leste da República Democrática do Congo (RDCongo), está desaparecido desde quinta-feira com oito pessoas a bordo, anunciaram hoje as autoridades.

“Um avião de carga Antonov 72 operado pela força aérea da RDCongo que realizava o apoio logístico para a Presidência” na quinta-feira e que tinha a bordo quatro tripulantes e quatro passageiros civis e militares (...), perdeu contacto com o centro de controlo (...) 59 minutos após a sua descolagem” de Goma, disse o director-geral da Autoridade de Aviação Civil (AAC), Jean Mpunga, num comunicado.

O Presidente Felix Tshisekedi voltou na noite de quinta-feira a Kinshasa, após uma visita de quatro dias ao leste da RDCongo.

“Com autonomia de seis horas de rota, o Antonov 72 aterraria em Kinshasa às 16h43 GMT (17h43, horário de Lisboa). Desde a perda de contacto, foram lançados pedidos de informações em todas as estações na rota do avião, mas não há informações sobre a sua localização”, disse Mpunga.

Os acidentes aéreos que envolvem Antonov são registados regularmente na República Democrática do Congo, com um grande número de mortos.

Em setembro de 2017, um acidente com um Antonov do exército matou 12 pessoas depois de descolar do aeroporto de Kinshasa.

O acidente mais mortal de um Antonov na RDCongo ocorreu em Janeiro de 1996, quando uma aeronave colidiu, durante a descolagem, com um mercado em Kinshasa devido a sobrecarga do aparelho, matando quase 350 pessoas.

Outras Notícias