Ataque com carro armadilhado em Cabul faz 12 mortos e 20 feridos

13 Nov 2019 / 15:03 H.

Um ataque com um carro armadilhado na capital afegã provocou hoje a morte de 12 pessoas, incluindo três crianças, e feriu outras 20, anunciaram as autoridades.

O ataque, realizado com recurso de “um ‘mini-bus’ carregado de explosivos, atingiu uma carrinha de uma empresa de segurança estrangeira denominada GardaWorld”, indicou um porta-voz do Ministério do Interior afegão, Nasrat Rahimi.

“Doze pessoas, incluindo três crianças, morreram e 20 ficaram feridas, incluindo quatro membros da empresa GardaWorld”, afirmou uma porta-voz do Ministério do Interior Marwa Amini.

O anterior balanço do ataque apontava para sete mortos e dez feridos.

As autoridades não indicaram a nacionalidade dos membros da empresa de segurança estrangeira.

À margem de uma conferência de imprensa, o ministro do Interior, Massoud Andarabi, explicou que um dos mortos é “um menino de 13 anos que ia para a escola”.

O ataque, que ocorreu em plena hora de ponta, ainda não foi reivindicado.

Uma fonte do Ministério do Interior disse inicialmente que o ataque tinha como alvo uma escolta de veículos do Governo.

O atentado aconteceu após o Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, anunciar na terça-feira a libertação de três prisioneiros talibãs de alto nível numa aparente troca com dois professores estrangeiros reféns dos rebeldes desde 2016, um gesto que pode ter repercussões significativas no processo de paz no país.

Entre os três prisioneiros talibãs está Anas Haqqani, filho do fundador da rede Jalaluddin Haqqani, um ramo da rebelião dos talibãs e responsável por vários ataques contra Cabul e os seus aliados da NATO.

Outras Notícias