Actividade do vulcão Stromboli em Itália volta à normalidade

04 Jul 2019 / 09:50 H.

A actividade do vulcão na ilha italiana de Stromboli regressou à normalidade, emitindo apenas pequenas nuvens de fumo após a violenta explosão que causou quarta-feira a morte de uma pessoa e deixou outra ferida.

Os aviões ainda estão a sobrevoar a área para apagar o último incêndio que ocorreu quarta-feira, mas o estado de emergência terminou e agora as autoridades vão avançar para a limpeza das cinzas que afectaram a aldeia de Ginostra, na parte sudoeste da ilha e onde o acesso só pode ser feito por mar.

Durante a tarde de quarta-feira, dois barcos, um militar e outro privado, foram transferidos para a zona, com material de primeira necessidade e caso fosse necessária uma evacuação.

O Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) italiano disse que as explosões do vulcão foram as mais fortes desde que há registos disponíveis, ou seja, desde 1985.

A explosão causou o pânico entre os turistas que estão nesta ilha do Tirreno e alguns até se atiraram ao mar e outros 70 turistas deixar a ilha.

A vítima mortal era um turista italiano, Massimo Imbesi, de 35 anos, e o ferido ligeiro um amigo de nacionalidade brasileira.

Os dois turistas estavam a uma altitude de 400 metros numa área autorizada para viajar sem a necessidade de orientação, mas foram surpreendidos pela erupção.

O vulcão Stomboli, no arquipélago das Ilhas Eólias é um dos poucos que permanece activo. Tem uma altura de 927 metros, mas abaixo do nível do mar é estimado em cerca de 3.000 metros.

Em 2002 uma erupção do vulcão causou um pequeno tsunami a sul de Tirreno com uma onda de cerca de 20 metros de altura que devastou parte da ilha.

Outras Notícias