Vídeo promocional do Fórum ‘Madeirenses no Futuro’

Centro de Congressos do Casino da Madeira vai ser palco, a 29 de Março, da iniciativa da Secretaria Regional da Educação, em parceria com o DIÁRIO

16 Mar 2019 / 09:00 H.

As projecções da população residente na Região Autónoma da Madeira indicam que, em 2080, haverá entre 6 mil, na perspectiva mais pessimista, e 31 mil, na perspectiva mais optimista, recém-nascidos, bebés, crianças e jovens até aos 14 anos de idade. Aliás, conforme noticiou o DIÁRIO, os nascimentos na Região voltaram a diminuir no ano passado após uma variação positiva em 2017. Desde 2012 que já não nascem mais de dois mil bebés por ano na Madeira.

Ora, o aumento da esperança média de vida aliado à diminuição significativa da natalidade na Região colocam uma série de problemas, desde logo, em termos da Educação, com menos alunos nas escolas, e por via disso, com efeitos já imediatos nos estabelecimentos e na classe docente, mas também, a longo prazo, na ocupação do território, no mercado de trabalho e até na sustentabilidade financeira da segurança social.

Na sequência de graduais reflexões públicas que o DIÁRIO tem vindo a noticiar, vindas de alguns quadrantes, sobretudo da área governamental, com a Secretaria Regional da Educação a assumir uma posição de destaque, a Madeira vai ser palco de um evento inédito, no final deste mês, que colocará especialistas de diversas áreas a debater o declínio demográfico, as suas implicações sobre a sociedade madeirense, os desafios e possíveis soluções.

O Centro de Congressos do Casino da Madeira vai ser palco, a 29 de Março, do Fórum ‘Os Madeirenses no Futuro’, uma iniciativa da Secretaria Regional da Educação, em parceria com o DIÁRIO de Notícias da Madeira, que pela primeira vez irá debater de forma pública, ampla e transversal as consequências e os cenários possíveis do inverno demográfico, que é real e importa lidar sem

Um dos convidados desta iniciativa é Bagão Felix, antigo ministro e secretário de Estado em vários governos de Portugal nas áreas das Finanças, da Segurança Social, do Trabalho e do Emprego, tendo desempenhado também múltiplos cargos em instituições, tendo sido, nomeadamente presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz e membro de órgãos sociais de várias instituições de solidariedade social.

Bagão Felix irá protagonizar a terceira conferência de 29 de Março, intitulada ‘Que qualidade de vida para uma população idosa em crescimento?’, na qual irá abordar o envelhecimento da população por via do aumento da esperança de vida e as respostas da sociedade a este facto.

Outra das conferências em foco neste Fórum será protagonizada por Jorge Carvalho, Secretário Regional de Educação. ‘Como vai a escola sobreviver à quebra da natalidade?’ vai abordar os efeitos que já se sentem e vão agravar-se na área da Educação por via da quebra da natalidade na Madeira.

A primeira conferência deste Fórum caberá a Ricardo Miguel Oliveira, director do DIÁRIO de Notícias da Madeira, que lança uma pertinente questão: ‘Quantos seremos e como ocuparemos o território?’.

‘Como será o mercado de trabalho nas próximas décadas?’, por Ricardo Fabrício, professor Auxiliar na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade da Madeira, e ‘Estaremos sós no inverno demográfico?’, por Gilberta Rocha, professora catedrática, ex-docente da Universidade dos Açores, são as outras duas conferências, num total de cinco neste Fórum.

Haverá ainda um painel convidado para uma discussão final, composto por Teófilo Cunha (presidente da Associação de Municípios da Região Autónoma da Madeira), Paulo Pereira (presidente da Ordem dos Economistas - Delegação Regional da Madeira), Renato Carvalho (presidente da Ordem dos Psicólogos - Delegação Regional da Madeira), Valter Correia (presidente do Conselho Executivo da EBS/PE/C do Porto Moniz), com a moderação de Marco Gomes (director regional de Educação).

Resta acrescentar que as inscrições podem já ser feitas através da ligação www.dnoticias.pt/fmf, sendo que a participação neste Fórum é validada pela Direcção Regional de Educação para efeitos de progressão na carreira docente.

Outras Notícias