Sara Madruga acusa governo de Costa de “adiar resolução do Radar Militar da Madeira”

Lisboa /
06 Jun 2019 / 17:29 H.

A deputada madeirense à Assembleia da República, Sara Madruga da Costa, confrontou hoje o Ministro da Defesa com os anúncios e as inúmeras datas indicadas pelo Governo para a resolução dos problemas do Radar Militar da Madeira.

“Durante 4 anos foram feitos vários anúncios e apontadas várias datas para a resolução dos problemas de comunicação do Radar Militar da Madeira e, no final da legislatura, impõem-se saber se o Governo de António Costa vai ou não cumprir com o que prometeu e resolver de uma vez por todas estas limitações”, referiu a deputada madeirense.

Em resposta ao ultimato efectuado, João Gomes Cravinho voltou a referir que “estão a decorrer os trabalhos de implementação” e que “em Setembro estarão concluídos os trabalhos”, tencionando ainda antes desse mês visitar a Madeira.

Naquela que foi a última audição regimental ao Ministro da Defesa na Assembleia da República, Sara Madruga da Costa elogiou ainda “a dinâmica, o esforço e a dedicação desenvolvidos pelo Comandante da Zona Militar da Madeira Major- General Carlos Perestrelo, no sentido de aumentar o efectivo e cativar os jovens para o serviço militar”, tendo questionado ainda o Ministro sobre “quais os esforços que o Governo da República está a desenvolver para tornar mais apelativa a ingressão e a manutenção de mais jovens madeirenses nas forças armadas na Região”.

Como resposta ouviu que a Região “é um modelo para o país na interacção com as escolas e no relacionamento com a população e que o modelo da Madeira deve ser replicado no resto do país”.

Outras Notícias