PTP questiona Saúde sobre gestão do Atalaia

26 Set 2019 / 15:04 H.

Num comunicado dirigido à imprensa, o Partido Trabalhista Português (PTP) manifestou, hoje, a sua “preocupação com a gestão do Atalaia” e pede explicações à Secretaria Regional da Saúde.

O PTP alega ter recebido informações de que “estão a ser contratadas pessoas sem formação e preparação para cuidar e tratar os idosos em regime de lar, quando muitos dos cidadãos internados têm necessidade de cuidados que só podem ser prestados por enfermeiros, com dotações seguras asseguradas”.

“Chegou ao nosso conhecimento que são os Assistentes Operacionais do quadro do SESARAM que estão a integrar e a ‘dar formação’ aos novos funcionários”, sustenta o PTP.

A isto acresce que, de acordo com as informações que lhes foram transmitidas, que “os Assistentes Operacionais com peritagem numa área especifica integram os novos funcionários nas enfermarias onde não era habitual prestarem serviços”, serviços estes que “têm todos de serem monitorizados, orientados, planeados e supervisionados pelos enfermeiros”, frisa o PTP.

Face ao exposto os trabalhistas dizem-se “seriamente preocupados a quem as pessoas, em altas problemáticas, são entregues”, questionando “se realmente o SRS/RAM garante que estão criadas as condições de monitorização regular na avaliação da qualidade e segurança dos cuidados de saúde concessionados a estas entidades, e se os profissionais contratados reúnem as devidas qualificações e exigidas habilitações profissionais”.

Outras Notícias