“Orçamento regional para 2019 é uma desilusão”, critica Cafôfo

16 Dez 2018 / 19:52 H.

O candidato do PS às eleições regionais, Paulo Cafôfo, afirmou, hoje, no Porto Santo, que o “Orçamento Regional para 2019 é uma desilusão”, pois revela “falta de arrojo e de ideias do actual Governo para o futuro, misturando medidas de cosmética com o habitual financiamento às clientelas do partido que o sustenta”.

Num encontro realizado na sede socialista da ‘ilha dourada’ e antes de participar num convívio de Natal com os militantes locais, o candidato descreveu que o PS está a preparar uma proposta governativa com marca de “credibilidade, rigor e com medidas que preparem a Região para a próxima década”. Tal “programa inovador” está a ser preparados nos Estados Gerais, vistos como uma “plataforma para a cidadania participativa”, com a colaboração da sociedade civil, que vai contemplar as “prioridades que a Madeira e o Porto Santo necessitam: criação de emprego, fixação dos jovens e famílias, melhoria do sistema regional de saúde e um sistema educativo que responda aos desafios da sociedade do futuro”. “Necessitamos de uma novo rumo, necessitamos de uma mudança de mentalidades, necessitamos de um programa de governo que efectivamente prepare a Madeira e o Porto Santo para a próxima década”, insistiu Paulo Cafôfo.

O presidente do PS-Madeira, Emanuel Câmara, também participa nas iniciativas que decorrem hoje no Porto Santo e manifestou-se confiante num bom trabalho naquela ilha. “Temos confiança no trabalho e no projecto que estamos a desenvolver, nas diversas estruturas do partido, e também aqui, no Porto Santo, iremos ter as fundações para que tenhamos sucesso nos três actos eleitorais do próximo ano”, afirmou.

De acordo com uma nota divulgada pelo PS, no jantar convívio de Natal do Porto Santo participam 100 pessoas.

Tópicos

Outras Notícias