Olavo Câmara defende continuidade do apoio aos regressados e aos emigrantes na Venezuela

22 Jan 2020 / 14:18 H.

O deputado do PS-Madeira à Assembleia da República Olavo Câmara defendeu, ontem, a necessidade de se continuar a apoiar os regressados da Venezuela e os emigrantes que permanecem naquele país.

Na discussão na especialidade da proposta de Orçamento do Estado, o parlamentar madeirense começou por apontar o facto de, no passado, muitos madeirenses terem emigrado para a Venezuela, situação que muitos benefícios trouxe para os seus familiares que aqui ficaram, mas também para a Região, concelhos e freguesias de onde partiram, graças às remessas enviadas.

“A Venezuela foi um país que deu muito à Madeira e aos nossos emigrantes”, sublinhou Olavo Câmara, considerando que “precisamos de ter memória” e “humildade na forma como lidamos com quem hoje volta para o nosso pais saído da Venezuela”. “Precisamos de ser sérios na resposta aos problemas de quem foge de um país capturado por uma ditadura e precisamos de continuar a apoiar, como o Governo da República tem feito até agora, quer com medidas próprias, quer com transferências para o Governo Regional da Madeira”, sublinhou.

O deputado socialista aproveitou também para lamentar que o Governo Regional da Madeira “utilize estas questões para fazer política contra a República e contra o Partido Socialista, com um discurso demagogo, com falsidade e desinformação”.

Dirigindo-se ao ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Olavo Câmara deixou o apelo para que “se continue a apoiar todos os que regressaram e todos os que ainda continuam lá”.