NÓS, Cidadãos! questiona Miguel Albuquerque sobre decisão judicial contra a TAP

10 Jan 2020 / 12:05 H.

O partido NÓS, Cidadãos! questiona a decisão judicial “afiançada pelo presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque”, em relação à nova taxa criada pela TAP, tornada pública a dia 23 de Dezembro de 2019, que simboliza “mais um assalto aos bolsos dos madeirenses e porto-santenses, em particular às famílias dos estudantes universitários que vêem a mobilidade destes cada vez mais restringida”.

Miguel Costa, membro da Comissão Política Nacional do NÓS, Cidadãos! e deputado municipal na Câmara Municipal do Funchal, critica a postura da TAP não só sobre a aplicação desta taxa, mas em relação ao comportamento desta Companhia Aérea que pratica preços “pornográficos” entre a Madeira e o continente português e cancela voos de forma injustificada.

“Será que a queixa do Governo Regional ainda está numa qualquer secretária ou gaveta do escritório de advogados avençado? Ou deu entrada no tribunal e já estamos na fase das diligências que se destinam a recolher os dados necessários para o exercício de prova no âmbito do processo? Ou, vamos todos acreditar que não, ainda nem sequer foi redigida a queixa?” são perguntas deixadas aos governantes madeirenses.

Perante a ausência de qualquer informação sobre este assunto, o partido NÓS, Cidadãos! sugere ao Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, que execute duas medidas contra a TAP:

- a interdição de qualquer membro do executivo regional de viajar, em serviço oficial, na TAP (exceção só no caso de não existir alternativas e de imperiosa e justificada necessidade em viajar no dia e na companhia em questão);

- a aplicação na Região de uma promessa de um ex-primeiro ministro do PSD, de nos voos para Portugal continental e outros destinos na Europa, os membros do executivo Regional utilizariam apenas a classe económica, poupando desta forma, também algum dinheiro ao erário público.