‘Insular’ exporta 15% dos seus produtos

15 Jan 2020 / 18:29 H.

No âmbito da iniciativa ‘Roteiro de Economia’, o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, visitou a ‘Insular de Moinhos’, na Zona Franca da Madeira. Esta iniciativa, segundo o chefe do executivo, passa por providenciar “um contacto estreito e personalizado com os empresários e empresas” da Região, périplo que se inicia, precisamente, junto das “empresas exportadoras”.

“Para nós é fundamental auscultar os empresários, no sentido de perceber quais são as medidas que o Governo tem de tomar para melhorar a competitividade, e sobretudo, o potencial exportador destas empresas. A ‘Insular de Moinhos’ exporta 15% do que produz e tem um potencial de crescimento, no mercado nacional e internacional, e a nossa ideia é reforçar os apoios na componente exportadora em duas vertentes. Por um lado, melhorando os apoios por via dos fundos comunitários, quer na importação dos produtos que depois são transformados, quer na ligação entre a Madeira e o continente. E, posteriormente, queremos também estudar a forma como o Governo pode melhorar o apoio à transacção da exportação dos produtos”, revelou Miguel Albuquerque.

Segundo o presidente do Governo Regional, a ‘Insular de Moinhos’ é uma empresa que “tem quadros jovens e que trabalha directamente com a Universidade da Madeira”, pelo que “fruto da investigação, pesquisa e criatividade tem se afirmado” no mercado “pela sua singularidade em alguns dos seus produtos”, tal como a “farinha de batata doce” ou “as bolachas de maracujá e grainha de uva”.